Veja também:

 

» Eventos
» Jornal Ibiti



Abastecimento só deve ser normalizado na terça-feira


Notícia publicada em 03/02/2017 - Visualizada 812 vezes


Abastecimento só deve ser normalizado na terça-feira

Extraído do Jornal Cruzeiro do Sul

03/02/17 | Fernando Guimarães

 

A quinta-feira na região do Parque São João em Votorantim foi de muito trabalho para funcionários do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e da empresa Engecall Engenharia e Projetos de Sorocaba, contratada emergencialmente pela Prefeitura de Sorocaba para realizar a recuperação da adutora. O secretário municipal de Recursos Hídricos e diretor-geral do Saae, Ronald Pereira da Silva, esteve na tarde de ontem no local para verificar o andamento dos serviços. Em entrevista ao Jornal da Cruzeiro Segunda Edição, transmitido pela Cruzeiro FM 92,3, o secretário afirmou ao repórter Caio Rossini que a obra deverá ser concluída na manhã de domingo e que, a partir de então, precisará de dois dias para dar carga no sistema e normalizar o abastecimento na cidade; portanto, pelas previsões do secretário, tudo estará normalizado de fato na terça-feira. 

 

Ao longo desta quinta-feira, os serviços concentraram-se na limpeza e preparação do solo, a fim de garantir condições de trabalho para as equipes que farão a substituição dos tubos danificados. De acordo com o secretário, até a hora do almoço de hoje, os serviços referentes ao acesso serão concluídos. Na noite de ontem, segundo ele, iniciaram-se os trabalhos de blocagem e infraestrutura. A torre e a treliça de ferro serão implantadas hoje. Amanhã, no período da manhã, o secretário informou que está prevista a chegada dos tubos já soldados. Um guindaste deverá levá-los até o local do rompimento. São peças pesadas: "A treliça, por exemplo, tem 25 metros de extensão e pesa 9 toneladas, por isso precisaremos de um guindaste reforçado e um piso bem compactado". Terminado o trabalho no domingo pela manhã, o secretário disse que já se inicia o processo de carga no sistema para levar a água até a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Cerrado, em Sorocaba. 



No acesso até o ponto do acidente, foram colocados cascalhos, remoção de terra e retirada de árvores. A preocupação do secretário e das equipes que atuam no local é com relação a deslizamentos próximo à bacia do rio Pirajibú-Mirim, por onde passam as quatro linhas de adutoras, por isso a necessidade de deixar o solo bem compactado. As chuvas vêm dificultando o trabalho das equipes. No final da tarde de ontem, por exemplo, uma forte chuva atingiu a região, provocando a suspensão dos trabalhos, que só retornariam à noite após cessar a chuva.



A adutora rompida é responsável por bombear para a ETA 1.400 litros por segundo. As demais têm menor dimensão, mas auxiliam no bombeamento. Há duas de 500 milímetros e uma de 350. Uma de quinhentos não funciona há anos, segundo o secretário. "Iniciamos um serviço de recuperação dessa adutora, que está parada há anos. No passado, uma empresa começou o serviço de reparo, mas parou a obra e nenhum governo anterior deu continuidade a contento. Nós vamos colocá-la em carga e nossa previsão é de que esteja pronta em outubro deste ano", afirma. "Todo o sistema também vem sendo remapeado, e os pontos frágeis serão identificados e reparados para que a gente não passe mais por essa situação", informa. 

 


Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul


Leia também

Leia também

Leia também

Leia também

Leia também

Ver todas notícias

Banner